Arquivo da categoria: Informações sobre Alojamento

Informações sobre alojamento de web sites

Alojar websites no Google Drive

Quando pretendemos testar um design de um website, ou precisamos de mostrar um design a um cliente, temos algumas opções. Podemos fazer FTP dos ficheiros para um servidor que já temos, o que poderá implicar criar novas pastas no servidor, possivelmente proteger essa pasta com password, etc.
Pois bem, na semana passada a Google anunciou que já é agora possível alojar websites HTML/CSS através do Google Drive. As capacidades de publicação do Google Drive suportam também JavaScript, sendo possível correr uma aplicação JavaScript directamente do Google Drive.

De seguia apresento de forma rápida como é possível hospedar um website no Google Drive.

1 – Aceda à sua conta Google Drive (https://drive.google.com) e crie uma nova pasta. Para isso basta clicar no botão vermelho que diz “Criar”, e clique em “Pasta”:

2 – Atribua um nome à pasta. Não importa o nome que se dá, pois ele não irá aparecer na morada do site.

3 – Clique com o botão direito do rato na pasta que acabou de criar, e escolha a opção Partilhar > Partilhar.

Alojar websites no Google Drive - Passo 2

4 – Abre-se uma janela com as opções da partilha, onde aparece um link para a pasta partilhada. Copiamos esse link para utilizar mais tarde.

Alojar websites no Google Drive - Passo 3

Neste momento, a pasta ainda é privada. Para que o website funcione, teremos que a tornar pública, para isso clicamos no link alterar (como se vê no texto assinalado dentro do quadrado verde na imagem acima).

5 – Abre-se uma nova janela. Vamos escolher a opção “Público na internet”, mas também poderíamos escolher “Qualquer pessoa com o link” no caso de apenas pretendermos partilhar o website com um grupo restrito de pessoas.

Alojar websites no Google Drive - Passo 4

6 – Abrir a pasta e enviar para lá o conteúdo do website – páginas HTML, ficheiros CSS, imagens ou JavaScripts.

Lembra-se do link que copiamos no passo 4? Esse link será semelhante a algo deste género:
https://docs.google.com/folder/d/0B2TgmhltmR2FVZnN5aGttQU0/edit

A parte que está a negrito é o ID da pasta. Agarramos nesse ID e construímos um link deste tipo:
https://googledrive.com/host/0B2TgmhltmR2FVZnN5aGttQU0

Esse novo link será a morada do website. É verdade que não é muito amigável, e não existe forma de lhe atribuirmos um domínio próprio, mas podemos sermpre utilizar um dos vários serviços existentes na internet para encurtar o URL.

É importante lembrar que é necessário ter um ficheiro index.html na raíz da pasta para que o site fucione correctamente, caso contrário o Google irá mostrar a lista de todos os ficheiros existentes dentro da pasta.

Se pretenderem ver um site de exemplo publicado no Google Drive, podem aceder a esta morada: https://googledrive.com/host/0B716ywBKT84AcHZfMWgtNk5aeXM.

Este artigo foi publicado originalmente em SistemasOperativos.

Hosting Ilimitado – a oferta continua!

É com enorme prazer que informamos que a oferta de alojamento web com espaço ilimitado e tráfego ilimitado continua num dos nossos patrocinadores.

Custa apenas $4.95 por mês e ainda oferecem o registo gratuito de um domínio para associar à conta.

Para mais informações basta clicar na imagem do lado esquerdo.

É a opção ideal para quem pretende dar inicio à construção de um site. A conta em causa tem suporte para todas as tecnologias mais utilizadas na web actual, como base de dados MySQL ilimitadas, alojamento de domínios ilimitados, PHP, e uma panóplia infindável de scripts pré-instalados, à distância de um clique através do bem conhecido Fantástico.

Comprar domínios expirados ou existentes

[ad#artigos]

Muitas vezes não é fácil encontrar um nome para um domínio, podendo ser mais fácil comprar um domínio existente. O valor de um domínio pode variar bastante, e se está disposto a pagar mais de 50€ por um domínio, será aconselhável gastar algum tempo a verificar o verdadeiro valor actual do domínio, de forma a ver o quanto lucratia a compra realmente é. Um bom ponto de partida para comprar e vender domínios é o site NameDrive.

Uma forma mais barata, mas mais difícil, de obter um nome “decente”, é verificando a lista de domínios expirados. Trata-se de domínios que foram registados à mais de um ano e para os quais não foi efectuada a renovação do registo. Assim, esses domínios estão novamente disponíveis para o público. Para começar a procurar por uma potencial mina de ouro, experimente o site DotDNR (escolha Expired Domains).

Tipos de extensões de domínios

Depois de escolher um nome, existem muitos tipos de extensões diferentes para escolher.
Vamos partir do principio que escolhíamos “freeblogs” para o nome, teremos depois de escolher se registamos freeblogs.com, freeblogs.net, freeblogs.org, freeblogs.pt, freeblogs.biz, entre muitas outras extensões menos conhecidas.
Segue-se uma referência para a utilização correcta das extensões, embora a cada ano estas linhas orientadores tendam a ser cada vez menos tidas em conta.

  • .com – significa companhia/comercial/empresa, mas pode ser utilizado para qualquer tipo de site sem problema.
  • .net – significa network (rede), e é normalmente utilizado para uma rede de sites.
  • .org – significa organização e é suposto ser utilizado para entidades sem fins lucrativos.
  • .pt, .us, .uk.co – são extensões especificas de cada país, que podem requerer que o interessado seja um cidadão do referido país.
  • .biz – este e outros semelhantes são tipos de domínios que foram criados porque já não existiam mais nenhumas moradas legíveis para registar nas extensões mais conhecidas.

Se está a tentar decidir a extensão mais adequada, tente seguir este simples pensamento: para sites internacionais, tente registar um .com ou .net. No caso de não conseguir, tente utilizar a extensão do país de origem. Continuar a ler Tipos de extensões de domínios

Domínios

Um domínio define a morada base do site. Regra geral, a página principal de um site está localizada no domínio, tal como no caso deste site, ptfreehosting.com. Isto é o que as pessoas vêm da primeira vez que visitam o site, e é a morada que elas terão que se lembrar se pretenderem voltar ao site. Tendo estes factos em consideração, é óbvio porque é que se deverá ter cuidado ao escolher um domínio para um site.

A escolha de um domínio

O domínio (morada) de um site deve ser permanente e fácil de memorizar. Se a morada de um site fosse alterada todos os anos, como é que os seus utilizadores o poderiam visitar quando mudava? Além disso, tem também que se ter em atenção que não é fácil um utilizador lembrar-se de um domínio se este não for facilmente dito em voz alta, como por exemplo
Existem alguns aspectos importantes a ter em consideração aquando da escolha de um domínio:

  • utilizar palavras que realmente existem – sempre que possível, utilize uma combinação de palavras, como alojamento-gratuito.com, mas tente evitar que o nome se torne muito longo;
  • invente um nome único – se criar um nome como Lycos ou Google, terá mais possibilidades de conseguir criar um dominio mais curto;
  • Extensões dos domínios ou tipos – existem muito sufixos de domínios para escolher para um determinado nome, por exemplo, .com, .net, .org, .pt, etc. Estes serão abordados posteriormente com maior detalhe.